with Nenhum comentário

Sua sogra insiste em adoçar o leite do seu filho com mel, ou mergulha o bico dele em um pote bem melado para fazê-lo parar de chorar por conta das cólicas?

Carinhos de parentes são sempre bem-vindos, mas a ciência já comprovou que o doce elaborado pelas abelhas pode conter bacilos que têm como consequência a toxina botulínica, base para o botox das vovós vaidosas, mas também responsável por uma doença grave, o botulismo. “O intestino de crianças maiores, de adolescentes e de adultos tem mais maturidade para não ser colonizado, mas, nos bebês, os riscos são bem maiores”, explica a nutricionista Natália Guerra, da Medicina Preventiva. Por isso, ela aconselha: “Não ofereça mel até seu filho completar dois anos”. Combinado?

Deixe uma resposta