with Nenhum comentário

O futuro chegou. E com ele o provável fim dos antibióticos. Parece filme de ficção científica, mas é a mais pura realidade.  O brasileiro Caio Guimarães desenvolveu uma tecnologia que mata bactérias super-resistentes utilizando uma determinada frequência de luz sobre os tecidos humanos.

Capaz de eliminar a infecção em cerca de uma hora, esse processo é mais eficiente que os antibióticos existentes no mercado farmacêutico, o mecanismo já foi testado em uma pesquisa patrocinada pelo exército norte-americano para eliminar uma bactéria encontrada em ferimentos de soldados que foram ao Iraque.

Como uma lanterna portátil, o equipamento conta com lâmpadas de led calibradas para irradiar uma frequência exata de luz, que é visível a olho humano e não tem efeitos colaterais. Uma microagulha guia a luz da fonte para dentro dos tecidos humanos, atingindo até mesmo áreas mais profundas. Confira o vídeo abaixo:


Deixe uma resposta