with 2 Comentários
Metas não são atingidas sem planejamento

A 2ª edição do ano do Universo Secretárias Unimed aconteceu na manhã de sábado, 25 de junho, no auditório do Hospital Unimed, reunindo mais de 80 profissionais que assistiram às dicas de João Luiz Nunes, psicólogo, trainer e Life Coach pela Academia Brasileira de Coaching, durante duas horas de palestra sobre “Autocoaching para o sucesso”. Aliás, uma palavra estrangeira de pronúncia complicada, mas que, na boa língua portuguesa, define a metodologia para atingir os objetivos com excelência, uma nova postura de vida.

Com intuito de explicar melhor a aplicação das ferramentas de coaching, Nunes tratou de citar sua aspiração em ser pai do alto de seus 51 anos. “Adoro viajar, me divirto com meu trabalho e por um tempo considerável busquei uma parceira ideal”, disse o palestrante, arrancando risos da plateia. Não demorou a perceber que o sonho ainda não concretizado independia de encontrar alguém tão perfeito, mas tinha a ver com a necessidade de diminuir seu nível de exigência, abrir mão de certas coisas que estava acostumado a fazer. “Será que eu sempre quis, verdadeiramente, ser pai”, indagou para, em seguida, reconhecer: “Não atingimos nossas metas sem planejamento. E o coaching pode nos auxiliar a traçar o melhor caminho a ser seguido”.

Espirituoso, Nunes interagiu com as secretárias a partir da apresentação da ferramenta Agenda Individual, dividida em quadrantes, que, por meio dos itens “fazer mais”, “começar a fazer”, “parar de fazer” e “fazer diferente”, é possível cada pessoa realizar uma espécie de auto-análise, classificando suas prioridades para conquista de suas expectativas. Para desenvolver esta atividade, o palestrante enumerou as 10 dicas de coaching. Saiba com clareza o que você quer, deixando a vitimização de lado e definindo o rumo de chegada. Estabeleça o objetivo SMART (esperto, em inglês) é a segunda orientação, ou seja: especifique sua meta, mensure-a (tenha disciplina, organização e calcule os aspectos financeiros, se existirem). Identifique se o seu objetivo é alcançável, defina sua relevância e determine o tempo para atingi-lo. “Objetivos não se postergam. Para que aconteçam, precisamos torná-los reais, comprometendo-nos com eles”, pontuou. Vencida esta etapa, abre-se espaço para a terceira dica: Aja. Conforme Nunes, atitude é tudo para quem deseja concretizar metas, estabelecendo planos de ações, que podem trazer, ou não, experiências negativas. “Se ocorrerem, abstraia-as! Não deixem sugar sua energia por tão pouco”, ensinou.

Seja apaixonada pelo o que faz evidencia a quarta dica de coaching. Uma forma peculiar de extrair “diversão” da atividade profissional. O que não significa a máxima: ‘brincar em serviço’. Porém, saber realizar da melhor forma. Seja persistente, pois percalços podem surgir. “Walt Disney recebeu 302 recusas de financiamentos para construir o maior parque temático do mundo, que nem chegou a conhecer, mas nem assim desistiu de planejá-lo”, exemplificou Nunes, ao também lembrar das 2 mil tentativas de Thomas Edison, antes de efetivar a invenção da lâmpada. Abra sua cabeça ilustra a sexta dica, que antecipa a predisposição para as coisas acontecerem, acreditando na sua viabilidade. “Sem saber o que estava por vir, Adriane fez alusão a este fundamento do coaching, convidando-as a terem uma manhã diferente e positiva neste encontro”, reforçou o palestrante, ao citar as boas-vindas da coordenadora do Espaço Médico, Adriane Storchi. Manter a cabeça aberta, de acordo com Nunes, ajudará a não potencializar o estresse cotidiano, antevendo soluções aos eventuais problemas. Foque no positivo e Não faça julgamentos prévios constituem a sétima e oitava dicas, respectivamente. “Se o paciente parecer incomodado, pode não caracterizar um mero perfil mal-humorado. E se ele estiver passando por alguma situação delicada? Coloque-se no lugar dele”, sugeriu ao levantar situações próximas às secretárias, como atendimentos em consultórios médicos. A penúltima dica Olhe para o futuro e centralize nas soluções instiga à busca do espírito empreendedor, que não se contenta com o usual. “Saiba fazer Rapport”, conclamou João Luiz Nunes, já sinalizando a décima orientação de coaching, que revela a conexão empática com as pessoas. Difícil? “Eu diria um pouco mais trabalhoso, uma vez que a empatia está diretamente relacionada ao respeitar o outro, ter consideração, cuidado, cortesia, ser autêntico e transmitir confiança”, emendou.

Dicas não faltaram para enfrentar as próximas semanas de trabalho com maior atenção e, por que não dizer, entusiasmo? “É sempre bom vê-las aqui. Queremos que vocês se sintam parte de nosso trabalho”, ressaltou o diretor Superintendente, Dr. Elias Ribeiro, ao finalizar o evento, agradecendo a presença de todos. O II Universo Secretárias Unimed, que terminou com a proposta – execução – de um abraço entre os participantes, teve apoio do Sescoop/RS, organização do setor Espaço Médico e a entrega de um mimo especial às secretárias. Veja abaixo as fotos do evento!


2 Respostas

  1. Márcia
    | Responder

    Evento excelente! A Unimed como sempre nos proporcionando momentos significantes.

Deixe uma resposta