with Nenhum comentário
Atualmente 360 milhões de pessoas no mundo sofrem de perda de audição moderada a severa decorrentes de várias razões, tais como ruídos, doenças genéticas, complicações no parto, infecções de ouvido crônicas, uso de certos medicamentos e envelhecimento. Estima-se que metade de todos os casos de perda de audição possa ser evitado. A exposição segura a sons depende da intensidade, volume, duração e frequência. Um nível prejudicial de ruído, por exemplo, é estar exposto a mais de 85 decibéis (dB) durante oito horas. O nível de 85 dB corresponde, aproximadamente, ao barulho gerado quando grande parte dos alunos fala ao mesmo tempo em uma sala de aula.

A exposição ao som alto pode levar à perda auditiva temporária ou gerar sensação de zumbido nos ouvidos. Se a exposição ocorrer regularmente ou de forma prolongada, as células sensoriais podem danificar permanentemente, causando perda auditiva irreversível. A boa notícia é que ao adotar medidas preventivas simples é possível continuar se divertindo sem colocar a audição em risco, veja: 


auditiva.png

Deixe uma resposta