with Nenhum comentário

Proteger a pele é um cuidado importante em todas as épocas do ano. Mas no verão essa atenção deve ser redobrada para evitar problemas típicos da estação que vão desde micoses, queimaduras e até insolação. Além disso, proteger a pele contra as agressões dos raios ultravioletas é fundamental para evitar o câncer de pele.



Proteja-se dos raios UVA e UVB

A exposição à radiação ultravioleta tem efeito acumulativo e pode resultar em manchas, pintas, sardas ou tumores benignos e malignos. Os raios UVA são os responsáveis pelo fotoenvelhecimento. Eles penetram profundamente na pele e podem causar diversos tipos de câncer. Por ter a mesma intensidade em qualquer estação do ano, o uso do protetor solar é importante até mesmo no inverno. Já os raios UVB são responsáveis por queimaduras solares e ardência da pele.

Para prevenir os efeitos dos raios ultravioletas, evite o sol das 10h às 16h, use protetor solar, chapéu e óculos escuros com proteção UV. Ao fazer atividade física, troque o chapéu pelo boné, proteja-se com camisas de manga longa próprias para a prática e abuse do protetor solar. Dê preferência por produtos com, no mínimo, FPS 30. Caso a pele seja mais clara, opte por um fator de proteção solar maior.


Evite a insolação

A insolação é resultado da exposição prolongada ao sol e ao calor. Dependendo da gravidade, pode ocasionar desidratação, queda de pressão, taquicardia, falta de ar e até perda de consciência. Evite o problema ingerindo bastante água mineral, isotônicos ou água de coco.

 

Gestantes e bebês: cuidados especiais

Além dos riscos já mencionados sobre a incidência do sol sobre a pele, as gestantes podem desenvolver melasmas, que são manchas marrons que aparecem nas bochechas. Apesar de ter cura, nem sempre todas as manchas desaparecem com o tratamento.

Já os bebês só devem ficar expostos ao sol antes das 10h e após as 16h e, sempre que possível, protegidos pela sombra ou por roupas. A partir dos seis anos, eles já podem usar protetor solar.

 

Deixe uma resposta