with Nenhum comentário

 

Segundo o dicionário Michaelis:
procrastinar
pro·cras·ti·nar
Deixar para outro dia ou para depois; adiar, delongar, postergar.

Você reconheceu-se nas linhas acima? Tem o costume de deixar pequenas – ou grandes tarefas para depois, enroscar-se com prazos e correr atrás do prejuízo depois? A procrastinação é um hábito comum, mas também muito nocivo, já que comumente causa estresse desnecessário para lidar com atrasos e prazos apertados. Confira a seguir algumas dicas para deixar esse costume de lado:


Conheça a si mesma

Entenda como a procrastinação afeta a você, seu trabalho e suas metas, e também repense seus hábitos e compreenda o que causa o adiamento das tarefas – as redes sociais que tomam o seu tempo, ou são apenas as tarefas consideradas chatas que você deixa pra depois?


Mude o foco

Caso o seu dia a dia esteja pouco animador, seu trabalho ou estudo virou rotina e você não sente-se motivada, reavalie e encontre algo a se animar e encontre objetivos pessoais.


Gerencie seu tempo

Muitas distrações também agravam a procrastinação. É difícil manter-se produtiva quando algo lhe tira a concentração a cada cinco minutos, certo? Desative as notificações das redes sociais e utilize gerenciadores de tempo, como a técnica pomodoro. Veja outras ferramentas para organização e concentração clicando aqui.


Esteja atenta ao ambiente

Um local barulhento, pouco confortável, com iluminação inadequada e com constantes interrupções pode não ser o ideal para estudar, por exemplo. Com ajuda do primeiro item, compreenda quais mudanças no seu ambiente podem auxiliar na rotina e remova esse obstáculo.


Seja realista e sincera consigo

Ter metas impossíveis não contribui para a sua produtividade – muito pelo contrário. Em projetos grandes e cheios de tarefas, por exemplo, você pode listá-las uma por uma e então determinar objetivos possíveis de serem alcançados. Seja prática e saiba que os momentos de procrastinação virão, mas que é possível – e necessário combatê-la.

Deixe uma resposta