with Nenhum comentário

No último mês, o Estado de São Paulo tem registrado um número crescente de casos de sarampo – de acordo com balanço da Secretaria Estadual da Saúde, divulgado em 19 de julho, são mais de 480, a maior parte na capital. Já o Ministério da Saúde apontou que 810 estão em investigação em várias regiões do País.

A pasta, inclusive, está conduzindo uma campanha de vacinação com foco na população entre 15 e 29 anos, aquela com maiores chances de ter tomado apenas uma ou nenhuma das duas doses necessárias.

O vírus é altamente contagioso e transmitido pelo contato com gotículas de nariz, boca e garganta da pessoa infectada.


Sintomas do sarampo

Os sintomas podem aparecer até dez dias após a infecção:

  • Febre
  • Tosse persistente
  • Olhos avermelhados e coriza
  • Conjuntivite
  • Mal-estar
  • Manchas avermelhadas no rosto que, com o tempo, estendem-se aos pés
  • Lesões na boca

Vacinação

Todas as pessoas podem se vacinar, exceto nas circunstâncias abaixo:

  • Crianças com menos de seis meses
  • Mulheres grávidas
  • Pessoas com doenças que afetam o sistema imunológico
  • Pessoas já com suspeita de terem sarampo

Aqueles que já tiveram sarampo não correm riscos de contrair novamente a doença. Porém, a vacinação ainda é recomendada, já que protege também contra as outras doenças da tríplice viral (caxumba e rubéola) ou da tetra viral (caxumba, rubéola e varicela). As vacinas fazem parte do calendário do Ministério da Saúde e estão disponíveis durante todo o ano nos postos de saúde.


Vai viajar?

Turistas com viagens internacionais planejadas – e aqueles que vêm ao Brasil – devem se vacinar com até 15 dias de antecedência. Veja, na edição mais recente da revista Unimed BR, mais dicas para a saúde do viajante.

Deixe uma resposta